Easter Egg Hunt

Na era pré-cristã (a.C.) os ovos significavam o renascimento da Terra e a celebração da primavera. Então, desde o Anno domini (d.C.), se comemora a ressurreição de Cristo. Natureza ou religião (não deveriam ser a mesma coisa?), o que importa é que nesta época do ano o consumo de chocolate é liberado!

Na Inglaterra, o feriadão de Páscoa vai de hoje, sexta-feira, até segunda. E nossa programação inclui saborear um risoto de frutos do mar com amigos e visitar as primas em Londres.

E para as crianças, a grande diversão é a Egg Hunt no domingo, quando os adultos escondem ovinhos de chocolate e outros sweets pelos jardins e pátios das casas. Então, assim que acordam, baldinhos e cestas na mão, elas saem à procura das guloseimas.

Já preparei meu kit. Com ovos de chocolate, sim. Poucos. Mas também frutas secas, brinquedos e ovos cozidos pintados com a tradicional tinta em pó que Marília me trouxe da Croácia. A mesma que minha mãe, tia e avó compravam no mercado público em Porto Alegre. Doces lembranças.

Acho bacana o significado da Páscoa como celebração da natureza. Vai ser a temática por aqui. Simplicidade, sabor de infância e diversão. Menos doce e mais brincadeira… sabotando um pouco a grande indústria do açúcar e seus gigantes ovos (e lucros) de ouro. Mais alguém? Que tal?

*Os chocolates da foto custaram:
Ovo Kit Kat Chunky (140gr): £1
Ovo Cadbury Freddo Faces (122gr): £1
Barra Cadbury Easter (100gr): £0,59 (edição especial)
Barra Kit Kat Mocca (135gr): £0,69 (edição especial)
Total da cesta: £3.28 (aproximadamente R$ 19,00)
Nem convertendo chega perto dos ovos de ouro no Brasil

Pascoa

Em média R$ 19,80 pelo kit. Quem dá menos? – lwg

 

Anúncios

São as neves de março…

WP_20160304_007

Neves de março num só dia – lwg


fechando o inverno! Hoje, dia 20, é o equinócio de primavera (do latin equi: igual; nox: noite) no hemisfério norte… quando o dia tem a mesma duração da noite. Já era hora!

Mas há duas semanas, uma neve fora de época pegou todos de surpresa. Foi só um dia. Mas nevou da manhã à noite. Tem quem não goste… mas eu fiquei faceirita que nem brasileira na neve!

O sol agora (quando dá o ar da graça, é claro) se põe por volta das 6pm e as temperaturas pouco a pouco vão subindo, em média com dois dígitos pela primeira vez desde novembro!

DSC01756 (3)

Pôr do sol emoldurando minha janela – lwg

As árvores começam a ter folhas novamente e os primeiros botões de flores surgindo… Como dizem por aqui: spring is sprung! Time to move on! Mexam-se! E então, qual a boa dica para curtir a nova estação? Que tal?

WP_20160318_001 (2)

Daffodils (narciso): colorindo os dias – lwg

*Rolou uns dias de sol essa semana e eu até coloquei roupas pra secar no varal! Primeira vez desde outubro…Vejam só!

No coração de Yorkshire

DSCF1365 (2)

York: no coração de Yorkshire – lwg

York é uma pequena cidade localizada ao norte da Inglaterra, na região central de Yorkshire. Fundada em 71 a.C., possui cerca de 200 mil habitantes e é cruzada pelos rios Ouse e Foss. Hoje badalado roteiro turístico da Inglaterra, York é cheia de ruazinhas medievais e cercada por muralhas romanas. Em setembro do ano passado (junto com Fernando & Justine), fomos conhecer.

Partindo de trem de Manchester, a viagem leva pouco mais de 1h. A cidade estava bem movimentada, com muitos turístas e grupos de excursão. Passeamos pelas vielas históricas, parques, canais, jardins e algumas das principais atrações turísticas, claro.

Na hora do almoço, paramos na feirinha gastronômica no centro da cidade. Quer dizer, tentamos. As tendas estavam lotadas e havia fila para conseguir mesa e cadeiras. Como meu parceirinho de viagem estava pra lá de cansado (pré-chilique!), mudamos os planos e acabamos entrando no primeiro restaurante Subway que encontramos. Faz parte! A visita foi bem bacana e York agora faz parte das nossas sugestões de short trips para quem vier nos visitar em Manchester. Que tal?

Algumas das atrações que visitamos em York:
The Shambles: Bem no centrinho da cidade, esse famoso bairro abriga algumas das ruas medievais mais conservadas do Reino Unido. Originalmente construídas no século XIV, as casas eram moradia de açougueiros e comerciantes. Elas ficavam tão próximas umas das outras, que os moradores podiam se comprimentavam com as mãos, pelas janelas.

DSCF1291 (2)

The Shambles – lwg

Catedral York Minster: Considerada a segunda maior catedral gótica da Europa, a catedral de York teve sua construção iniciada no ano de 630. De lá pra cá, após incêndios e destruições, foi reformada e teoricamente concluída em 1858, com projeto arquitetônico que se mantém até os dias de hoje.

DSCF1352 (2)

York Minster – lwg

Cliffort’s Tower (Castelo de York): A torre faz parte de um complexo de prédios do castelo que abrigou até um presídio em outros tempos. A primeira construção data de 1068.

DSCF1306 (2)

Cliffort’s Tower (Castelo de York) – lwg

Ponte Skeldergate: Apesar do estilo gótico, foi construída entre 1878 e 1881 e estratégicamente posicionada em direção ao castelo de York.

DSCF1311

Ponte Skeldergate – lwg

Cedar Court Grand Hotel: Inaugurado em 1906, o grandioso Hotel & Spa 5 estrelas oferece diárias para casal a partir de £150… Quem sabe na próxima!

DSCF1367 (2)

Cedar Court Grand Hotel – lwg

Que tal música?

pmjb

Justin Bieber, Céline Dion, Meghan Trainor, Katy Perry, Taylor Swift e outros tantos em versões originais? No, thanks… Mas nos arranjos e interpretações da banda norte-americana Post Modern Juke Box, tá valendo! Trocar o pop comercial pelo jazz, vintage e Motown. Essa é a aposta dos caras.

O grupo, liderado pelo pianista e arranjador Scott Bradlee, faz mais que apenas uma releitura. Eles repaginam… reconfiguram e dividem com o público suas criações (pirações!) coletivas. Na verdade tudo é feito em conjunto: figurino, coreografia, make-up, cabelo, stylist… E os integrantes da banda também giram bastante. Vários cantores e instrumentistas (maravilhosos!) se intercalam entre gravações e turnês. Uma verdadeira trupe!
O
 clims do PMJ é tipo… quem sabe, faz ao vivo. Lí por aí que alguns vídeos foram produzidos em uma só tomada… Coisa pra poucos… Já que o grupo não é pequeno. Abaixo algumas das músicas que estão no meu playlist. Versões PMJ e as originais… Divirtam-se. E fica a dica de aquecimento pro final de semana. Que tal?

My heart will go on (Titanic) PMJ
Original
Creep (Radiohead) PMJ
Original
All about the bass (Maghan Trainor) PMJ
Original
Shake it off (Taylor Swift) PMJ
Original
Bye, bye, bye (NSYNC) PMJ
Original
Maps (Marron 5) PMJ
Original

*Está nevando agora… Mas a noite promete esquentar! Daqui a algumas horas vou assistir o show dos caras aqui em Manchester. Ao vivo!
WP_20160304_019 (2)