Cheesecake de morango

WP_20160522_008

Yummy… Que tal? – lwg

Dia desses fiz uma cheesecake de morango. Fazia tempo. Vai super bem após uma almoço com amigos e as temperaturas amenas do verão por aqui: em média 16ºC. A receita que faço (passada pela Clarissa há 1000 anos atrás) é muito fácil. Mesmo. Até eu consigo fazer e fica DE-LI-CI-O-SA!

Claro, existem muitas variações dessa tradicional sobremesa de origem grega, popularizada pelos norte-americanos. Umas mais fáceis, outras pra profissional. Mas como tenho feito essa há mais de 10 anos e sempre é sucesso de público e crítica, não vou mexer no time. Que tal?

Ingredientes:
200gr de bolacha maria ou maisena (por aqui Digestive ou Rich Tea)
01 pote de iogurte natural
01 lata de leite condensado
02 potes de cream cheese (400gr)
150gr de manteiga (derretida)
Schmier (geleia) de morango ou frutas vermelhas (ou blackberry jam)
Morangos para decorar
canela em pó
Forma de anel (aro removível)

Como fazer:
Triturar a bolacha (liquidificador ou multiprocessador), colocar uma pitada de canela e separar; juntar a manteiga derretida e misturar até ficar consistente; forrar a forma com a massa e levar à geladeira; no liquidificador, misturar o iogurte, leite condensado e cream cheese; bater bem; despejar na massa e levar ao forno por uns 30min (ou até o recheio ficar firme); esfriar; cobrir com a schmier e decorar com os morangos; servir gelada.

*Update: no último dia 23, os britânicos optaram por sair da União Europeia. Tudo em polvorosa por aqui.

Anúncios

Breaking News II

DSC02029 (2)

Remain or leave: eis a questão! – lwg

Hoje é um dia bem importante por aqui: o povo britânico vai às urnas (e às ruas), decidir pelo voto, o Referendum 2016. E a pergunta é clara: ficar ou sair da União Europeia. Remain or leave.

E por povo britânico entenda-se somente cidadãos britânicos que moram no UK ou nos demais países do bloco europeu. O clima é de tudo ou nada. De um lado Nigel Farage (UK Independence Party) e Boris Johnson (TORY), expoentes do Brexit (Bretain + exit) e de outro David Cameron (Conservative), o famoso Primeiro Ministro britânico, rosto da campanha Remain. Os argumentos basicamente são: saindo, o Reino Unido passa a ter maior controle sobre sua própria economia e entrada de imigrantes; ficando, mantem-se o discurso de democracia entre os países do bloco, economia comum e promessa de oportunidade para todos. Mas, claro, há sempre algo de podre no reino, e imigrante não leva mais fé em papo de político. A vida real é bem mais intrincada.

Se a resposta for leave, a decisão deve ser encaminhada para o Parlamento Europeu em Bruxelas e um acordo deve ser oficializado em até 2 anos. Veremos.

Tento acompanhar um pouco a coisa. Assim como tento entender o que se passa no Brasil. Tão perto, tão longe. Vida de brasileiro não tá fácil. Vida de imigrante não é mole. É vida que segue. Que tal?

*Segunda-feira, dia 20, começou o verão… temperatura máxima de 17ºC… Sempre aquele casaquinho amigo!

Férias das férias!

WP_20160602_018

Trilha de bike pelo Bridgewater Canal – lwg

O calendário escolar por aqui é bem diferente do que temos no Brasil. Mesmo. Até por que, o ano letivo inicia em setembro e termina em julho. E o que também é bem diferente é a quantidade de folgas, feriados e etc.

Para se ter uma ideia, dos 239 dias letivos do maternal, 190 são aula e 49, breaks. Sem contar as férias de verão (22 de julho a 31 de agosto). Então, a grande equação é casar as férias da escola (do guri) com as da Universidade (do pai do guri), que segue outra escala. Enfim.

Folgas do calendário oficial da nursery, ano acadêmico 2015-2016
Feriados (bank holiday):7 dias
(Feriados no meio da semana são transferidos para as segundas ou sextas-feiras);
Folgas: 37 dias
(Em média 8 semanas inteiras sem escola: autumn half term, autumn close, spring half term, spring close e summer half term);
Escola fechada para treinamento dos professores (teacher trainning): 5 dias

E haja criatividade e logistica para entreter a criançada nesses dias. Quem pode, divide os cuidados com avós, tios, vizinhos, etc. Pra quem não tem esses luxos (eu!), é se virar nos 30 (ooops, 40!)! Mas tenho aproveitado bastante. Com as temperaturas amenas da primavera, é tudibom!

A folga mais recente foi na semana passada. Levei o pupil em parquinho, museu, biblioteca, restaurante, café, trilha de bike, passeio de trem, picnic, ufa! Cansei. Acho que preciso de férias das férias. Um respiro antes do merecido (para todos nós!) break do verão. É… acho que vou precisar de férias depois… Que tal?

Day Trip

DSCF1196

Dee River – lwg

Chester é uma das principais cidades turísticas da Inglaterra. Localizada na região noroeste do país, fica a cerca de uma hora de trem aqui de Manchester. Já estivemos por lá em duas ocasiões e, como sempre, não visitamos tudo o que gostaríamos.

Possui cerca de 80 mil habitantes e pertence ao condado de Cheshire. A região se destaca por uma forte economia, baseada na agricultura, indústria auto-motiva e bio-tecnologia. Seus produtos mais famosos são o queijo e o sal. Fica a dica de um Day Trip para quem vier nos visitar. Que tal?

Aqui as atrações que visitamos:
Eastgate Street
Uma das várias ruas para pedestres que formam aqueles labirintos de ruelinhas medievais.
Relógio de Eastgate
Criado em 1899 para comemorar o jubileu da Rainha Vitória; Diz a lenda, que é o segundo relógio mais visitado do UK, perdendo, é claro, para o Big Ben.
Chester Castle
Construído em 1781; As ruinas ainda bem conservadas se encontram no alto de uma colina, onde ficavam as fortificações da cidade.
Ruinas romanas
Datam de 79 a.C. os primeiros registros da civilização romana por aqui. E no centrinho da cidade podemos conhecer as ruinas de um anfiteatro.
Dee River
O rio corta a cidade e ao longo de seu cursos, vimos muitos barcos, turistas, cafés, restaurantes e vários quiosques de sorvete. Cheio de gente.Verão e inverno.
University of Chester
Fundada em 1839, funcionou durante muitos anos como um anexo (college) da Universidade de Liverpool, que fica bem pertinho.

*E numa das esquinas da vida, na charmosa Chester, encontramos uma Brazilian Churrascaria chamada Tropeiro!