Banana chic

banoffee-pie-11-800x533

Banana é popular em qualquer lugar do mundo. E uma boa dica de sobremesa simples mas com apresentação e sabor bem posh (sofisticado), é a Banoffee Pie.

A famosa torta inglesa foi criada em 1971 e combinava banana com caramelo – ou toffee (lembram das balas?) aqui na Inglaterra. Mas para bom brasileiro, é com doce de leite mesmo.

Há outras versões que levam chocolate e até café. Aqui, a receita clássica que fiz com sweet caramel. Não é tão consistente como um bom Conaprole (pra quem é do prata!) ou mumu (pra quem é gaúcho!), mas funciona. Que tal?

Banoffee Pie
Ingredientes:
200gr de bolacha Maria (rich tea ou digestive)
100gr de manteiga
1 lata de doce de leite (sweet caramel)
3 bananas médias cortadas em rodelas
Chantilly
Canela em pó

Como fiz:
Triturei a bolacha e misturei com a manteiga levemente derretida; coloquei em uma forma redonda de aro removível; levei ao forno por 20min; após, espalhei o doce de leite na massa e deixei na geladeira; cobri com as bananas fatiadas; na hora de servir, espalhei o chantilly (em spray) e polvilhei um pouco de canela;

*Halloween: deixei umas guloseismas à mão caso algum fantasminha bata na porta hoje à tarde. Ou não. Talvez finja que não tem ninguém em casa e prove as delícias… ainda não sei.

*Em tempo: o horário de verão terminou no último sábado por aqui. O dia teve máxima de 12º C. E agora, estou a +2h do Brasil.

Anúncios

Let’s go to the Pub!

IMG_20161020_144954899.jpg

                                                                              King’s Ransom (Sale) – lwg

A origem da palavra Pub é uma derivação de Public House. Ou seja, um bar, onde se bebe (muita!) cerveja. Só no Reino Unido há cerca de 57 mil pubs. E um para cada tipo de cliente.

Antigamente os pubs eram também hoteis e ficavam próximos às estações de trem. Hoje, eles estão em toda parte. Tem pub que abre de manhã (!), tem pub family friendly, temático e os mais tradicionais, onde o negócio é só encher a cara mesmo.

Mas o perfil do pubs está mudando bastante. Até esquema de almoço e prato feito foi incluído para atrair quem curte uma pub food (aquela friturinha básica!). Algumas reportagens (Daily Telegraph e Independent) contam que atualmente cerca de 29 pubs são fechados por semana no reino. A culpa seria os efeitos da crise de 2008, novas tecnologias e conforto em casa, como uma mudança no velho hábito de sair pra beber no bar, ou no pub, da esquina. Ingleses bebendo menos? Sei não!

Até pra quem não curte álcool, a experiência pub é tão autêntica quanto provar unas tapas na Espanha ou feijoada no Brasil. Já fui em alguns e tenho meus favoritos. Uma vez estive até almoçando em família no meio de um clássico do campeonato de futebol inglês… Fortes emoções! Bora lá? Que tal?

Pubs bacanas em Manchester:
The GreenFinch
The Block and Gasket
Slug and Letucce
Turing Tap
The Fayre & Square
King’s Ransom

*Curiosidades: aqui no UK, os pubs fecham entre 23h e meia-noite; a bebida mais consumida é a cerveja; uma pint tem 568,26ml; o mercado emprega cerca de 900 mil funcionários; o mais antigo de Manchester é o The Oxnoble (1804); o mais antigo do mundo fica na Irlanda (1198).

 

Precisamos falar sobre isso

outro

Ben Kerckx (pixaby.com)

De 1990 a 2009, Manchester ficou conhecida na Inglaterra como GUNCHESTER, pelo alto índice de criminalidade. Na época, desemprego, pobreza, livre circulação de armas e álcool, tornaram o quadro bem dramático. Para o padrão europeu, não esqueçamos.

Atualmente, a coisa está um pouco mais controlada. Segundo o governo, a intensificação do policiamento, crescimento econômico, a prisão de grandes chefões do tráfico e o envolvimento direto de associações comunitárias contribuíram para melhorar a segurança. Dizem.

Mas, sempre há algo de podre no reino e como qualquer grande cidade (e com tantas etnias), as notícias sobre crimes e violência são muitas. Algumas realmente assustadoras. As brigas, vandalismo e ataques raciais estão por toda parte.

Ainda assim, uma violência diferente do Brasil. MESMO. Pra nós talvez um pouco menos chocante, já que infelizmente em matéria de perigo somos escolados. Tento explicar pra quem é de fora. Mas às vezes, nem quero. Como aprendi a fazer, finjo não saber, não sentir medo. Afinal, acho que cidade segura hoje em dia só no interior da Finlândia… e olhe lá. Que tal?

*Os aeroportos por aqui são sempre bem patrulhados e nas recentes visitas à Londres, a cidade estava em alerta máximo contra terrorismo. Mundo ficando chato.