MIF2017 Arte e inovação

Salford02

                                                                                                                           Manchester – lwg

Logo mais à noitinha na Albert Square acontece a abertura do Manchester International Festival 2017. O evento segue até dia 16 de julho e rola em diversos locais da cidade.

Criado em 2007, o MIF é uma das principais referências em arte, contra-cultura e inovação na Europa e Reino Unido. O festival reúne artistas de diferentes nacionalidades e estéticas para, juntamente com a comunidade e público, desenvolver trabalhos de arte focados em vanguarda e diversidade.

Na programação, filmes, dança, música, mostras, instalações, feira gastronômica, espetáculos infantis, teatro, workshops e debates. O MIF acontece a cada 2 anos e já contou com a participação de artistas como Björk, Krafwerk, Rickie Lee Jones, Laurie Anderson e Lou Reed entre outros. Bora lá?

É primavera

IMG_20170607_161707643_HDR

                                                              Fletcher Moss Botanic Gardens – lwg

E eu amo. Principalmente quando faz sol. E como é raro por aqui, quando posso, paro tudo e saio a carpe diar os dias iluminados.

Um lugar para os adoradores do sol é o Fletcher Moss Botanic Gardens, no bairro de Didsbury. Dentro da cidade. Como um oásis. Criado oficialmente em 1919, o prédio principal data de 1695 e é o segundo mais antigo da região (o primeiro é a Saint James Church, 1541).

Durante séculos a propriedade pertenceu a diversas famílias de Manchester. Em 1912, um filantropo chamado Alderman Fletcher Moss adquiriu a área onde morou até sua morte em 1919, quando o parque passou a ser controlado pelo município. Em 2006, um grupo de voluntários fundou a Associação dos Amigos do Fletcher Moss (que administra o local), considerado hoje uma das principais atrações ao ar livre da cidade.

Além do jardim botânico, o espaço é rodeado por trilhas, árvores (em especial cedro do Líbano) e pelo rio Mersey. Há também uma área formada por rocha dos alpes e a grande atração do jardim inglês: a gunnera manicata (conhecida como folha-de-mamute ou comida de dinossauro), planta exótica com folhas gigantes original do Brasil. Verde mundo. Que tal?

Fletcher Moss Botanic Park
Didsbury, Manchester (M20 2RQ)
Entrada franca
Como diz na entrada do parque: from dawn to dusk (do amanhecer ao anoitecer!)

Dia instável

glass-2122469_1920

                                                                                                                           (pixabay.com)

Ontem à noite (22h, hora local) um ataque terrorista em Londres deixa a população e o país novamente em alerta. Foram 2 atentados em menos de 2 semanas. Num momento em que aos poucos se reconstruia a calma e o sorriso no rosto das pessoas que direta ou indiretamente foram afetadas. Isso mexe com o clima. De novo. Domingo com sol e chuva, frio e calor. Dia instável. Dia de procurar abrigo e se sentir seguro.

Londres
– 7 pessoas morreram e outras 48 ficaram feridas em três ataques simultâneos na área central de Londres;
– Os três suspeitos foram mortos pela polícia;
– Um motoristas acelerou uma van em direção aos pedestres na Ponte de Londres e ataques com facas feriram pessoas no Borough Market;
– A Primeira Ministra Theresa May pronunciou: “It is time to say enough is enough” (hora de dizer já chega);
– A campanha pelas eleições gerais no próximo dia 08 de junho foram suspensas hoje. O governo reitera que o terrorismo e a violência não podem parar o processo democrático.

Manchester
– Identificado o autor do ataque terrorista de 22 de maio: Salman Abedi, 22 anos. Nascido em Londres, filho de refugiados da Líbia;
– 8 suspeitos seguem em prisão temporária;
– Cerca de 120 pessoas ficaram feridas;
– A primeira-ministra Theresa May, a Rainha Elizabeth II e o Principe William ficaram alguns dias na cidade visitando hospitais e familiares das vítimas;
– Cerca de £2 milhões foram arrecadados para ajudar as vitimas do atentado;
– Centenas de pessoas seguem procurando postos para doação de sangue;
– Diversas ações de solidariedade se espalharam pela cidade, formando uma rede de ajuda para todos os envolvidos;
– Cidade em alerta de segurança máximo (novos ataques podem ocorrer a qualquer momento);

Logo mais à noite, âs 19h30 (hora local), a cantora Ariana Grande e convidados realizam o show beneficiente One Love Manchester no Old Trafford Stadium (do time Manchester United). O dinheiro será doado para as vítimas do atentado. A polícia prepara forte esquema de segurança e revista no local. Cidade apreensiva. Dia instável.

Para quem quiser acompanhar real time os desdobramentos dos atentados, aqui os sites de notícias que sigo:
The Guardian
Manchester Evening News
BBC Manchester
BBC News
Independent

Breaking news: ataque terrorista em Manchester

Ontem às 21h35 (hora GMT Londres) um ataque suicida com bomba de fabricação caseira matou 22 pessoas (entre adolescentes e crianças) e deixou mais de 59 feridos. No Manchester Arena. Em Manchester. Na cidade onde moro.

Segue um resumo do que se sabe até o momento e como está o clima por aqui:
– Há poucos minutos o EI (estado Islâmico) reivindicou a autoria do ataque;
– Um homem de 23 anos foi preso; A polícia não divulga a identidade;
– Os feridos foram encaminhados para os 7 hospitais da região;
– Telefones de emergência e redes sociais ajudam a localizar pessoas ainda desaparecidas;
– Cidade em alerta; Polícia pedindo que população evite centro da cidade e aglomerações;
– Moradores próximos à area da explosão ajudaram pessoas que saíam do show com água, lugar para passar a noite e carregar celulares;
– A Victoria Station, principal estação de trem e Metrolink, está fechada;
– Engarrafamentos em todos os grandes acessos da cidade;
Rádios, TVs e redes sociais atualizando as notícias a todo instante;
– Helicópteros seguem sobrevoando a cidade;

Eu e minha família estamos bem. Tentando manter a normalidade. Esse tipo de ameaça pra nós, acostumados a viver sitiados pela violência banalizada no Brasil, ainda era algo relativamente distante e complexa de entender. Agora é fato. Real e perto da gente.

E no meio do caos, reconfortante receber mensagens e ligações de amigos e familiares aqui da Europa, Canadá e do Brasil perguntando como estávamos. De uma certa forma, me senti bem. Dentro do que se pode estar em situações onde o medo e desconfiança de repente estampam nosso dia, tingindo de cinza e sangue um raro dia de sol em Manchester.

Vai dar praia

DSCF2067

Southampton: praia inglesa! – lwg

Southampton é uma cidade portuária no sudeste da Inglaterra. Pertence ao condado de Hampshire, tem cerca de 230 mil habitantes, duas grandes universidades e um time de futebol campeão. Porém, é mais conhecida por ser de lá que zarpou o navio Titanic em 1912. E o resto é história.

E por ser porto, a economia está fortemente ligada às atividades marítimas. Assim, a cidade mantém diversas atrações ligadas ao tema, como museus e roteiros náuticos. O portal Bargate, considerada a segunda maior muralha medieval na Inglaterra, é um dos principais pontos turísticos de Southampton. Legal.

Mas o que queria contar é que conheci a praia de Southampton. Quer dizer, o que os ingleses consideram praia, não é exatamente o que uma brasileira (que ama praia) considera praia.

Ou melhor: praia inglesa não é a Praia dos Ingleses! Ok, era inverno, etc, etc (temperatura da água: 9ºC!). Mas, convenhamos: beira de mar sem aquele cheiro de mar, não vale! Beira de mar é na América do Sul. E isso são outros que tais!

* Previsão do tempo hoje: máxima (vejam só!) de 12ºC. Galera de manga curta de pela rua! Acho que vai dar praia…

Sabores do mundo

buffet-315691_1280

                                            Sabores do mundo aqui em Manchester (pixabay.com)

Se todos os caminhos levam a Roma, em Manchester todos os aromas levam à Curry Mile, uma avenida famosa pelos seus restaurantes, cafés, mercados e demais serviços, diretamente do Oriente. Aqui na Inglaterra.

img_20170120_141958834

                                                                                                 Curry Mile – lwg

Pratos do Afeganistão, Paquistão, Bangladesh, India, Sri Lanka e Egito (entre outros) atraem os passantes com seus aromas, cores e música. Já visitei o principal mercado (do outro mundo!) e dia desses almocei por lá. As opções são muitas e acabei optando por um restaurante que combina comidas exóticas, bom preço e ambientação temática. Tudo com estilo. Tudo bem temperado. Com curry, of course.

Só não esqueça de avisar o garçom que você prefere mild spicy. Assim você consegue almoçar e respirar ao mesmo tempo! Faça uma visita. E deixe-se levar pelos encantos dos mil e um sabores do mundo. Que tal?

*O restaurante My Lahore oferece pratos saborosos e preços bacanas. Uma experiência de cores e sabores.

Cenário de filme

img_20161026_123259649_hdr

                                                                                               Dunham Massey – lwg

Paisagem. Passagem de tempo. Contemplação. Junte esses elementos e respire fundo: o parque Dunham Massey, pertinho de Manchester (Altrincham), é cenário de filme. Inspire-se.

A área com cerca de 78 acres é uma reserva natural e patrimônio histórico. E por patrimônio histórico (National Trust) na Inglaterra entenda-se: preservação e organização, agenda de eventos e passeios guiados.

Além da natureza exuberante, o parque abriga pássaros, insetos, plantas, horta e animais (tem até renas!). O prédio principal foi construído em 1616. E carvalhos plantados ainda no século XVII dão a cor especial para um espaço de harmonia e integração. Vale a visita. Transporte-se. Que tal?

Dunham Massey
WA14 4SJ
Tickets: adultos £8; crianças: £4; Família: £20;