E o verão levou…

Formbylwg

                                                                                                                                                          Formby – lwg

As águas de setembro já diminuíram (já que nunca param mesmo!), o Indian Summer nem soprou este ano (massa de ar quente que chega da Índia no final de agosto) e o outono já está nas ruas, no frio e nas folhas pelo chão. Amanhã começa oficialmente a nova estação no hemisfério norte… Mas, para mim, começou terça-feira passada, quando às 09h da manhã, caminhava na rua com 8ºC. E o verão na Inglaterra levou minha cor veranico de inverno brasileiro!

Mas pra terminar a alta temporada com estilo, aqui um pouquinho sobre duas praias (sim, praias!) que visitamos recentemente. Uma bem diferente da outra. Adivinhem qual gostei mais?

Formby
Localizada na costa oeste do país, fica bem pertinho de Liverpool. A área toda é uma reserva natural onde habita a rara espécie de esquilo vermelho e durante o ano há trilhas e passeios guiados. A praia é bem rústica com uma longa trilha de acesso. São quase 2km de caminhada pelas dunas de areia, mais 1km até a beirinha da água. O banheiro (químico – casinha de PVC) fica ao lado do estacionamento, na entrada do parque. Pense bem… Não há restaurantes, bares, aglomerações. Perfeito para um picnic de verão. A água do mar é… gélida.

Blackpool
A cerca de uma hora de Manchester, Blackpool é um balneário super popular. Quer aglomeração, agitos, famílias e máquinas de brinquedo caça-níqueis? Blackpool é a pedida. Pela beira-mar, quiosques de cachorro-quente e hamburguer, muito fish & chips, turistas ingleses queimados de sol, roda-gigante, lixo pelo chão, muvuca, lojas, compras, compras, lojas. Hoteis lotados. Perfeito para quem busca agito. A água do mar é… gélida.

 

Bem, eu amo praia. Seja onde for. Afinal, como disse Ângela, é o que a casa (o reino!) oferece. Tendo areia e água tá valendo. O sol, bem, sol é um detalhe que o verão levou… Um dia me acostumo. Que tal?

* Sim, Formby faz mais meu estilo.

Anúncios

Num piscar de olhos

train-2593687_1920

                                                                                                                             (pixabay.com)

Ontem à noite observando o temporal com raios e trovões pela janela (raro por aqui), percebi que agosto e minhas férias já eram. Assim, num piscar de olhos.

Há um mês voltei da viagem ao Brasil. E de repente, tudo já na engrenagem da vida, do trem da vida… cada peça no seu lugar, certo? Ou não. Não sei bem pra onde ir, acho que ainda estou em ritmo de férias… demorando (de novo!) a me acostumar com o calendário daqui, as estações do ano (8 meses de frio pela frente) e a dirigir carro pela esquerda, claro. Mas são nossa escolhas. Que como num piscar de olhos, mudam nosso roteiro e depois convidam a rir ou chorar*. Que tal?

Num piscar de olhos…
semana passada meu filho retornou à escola… na primeira série (!?)
… minha carteirinha de sócia da biblioteca expirou – vale por 3 anos
… águas de setembro fechando o verão
… reabertura do Manchester Arena (fechado após atentado terrorista em maio deste ano)
… aranhas procurando lugar dentro de casa
… folhas das árvores mudando de cor e já caindo
… temperatura também caindo
… dias cada vez mais curtos
… horário de verão termina em outubro
… desbotei a cor inverno/tom verão Brasil
… decoração de Halloween dando lugar aos artigos de Natal nas lojas

* Trecho da canção Aquarela de Toquinho e Vinícius de Moraes

Fazendinha & kids!

IMG_20170831_140325745_HDR

(lwg)

Para comemorar o aniversário do meu filho, sempre escolhemos um lugar surpresa para festejar a data. Museu, parquinho, restaurante com espaço kids, vale tudo. A ideia é passar o dia, ou algumas horas, num lugar só de criança. Ou simplesmente… brincando. Até agora, temos acertado em cheio (não sei até que idade)!

 

Esse ano o local escolhido foi a Red House Farm, uma fazendinha que fica no distrito de Altrincham e apenas a 20 minutos da minha casa. O local é super bacana e até recentemente, era uma fazenda produtiva. Atualmente o espaço é aberto ao público para curtição ao ar livre e festas.

 

Entre as atrações, além da extensa área verde, a RHF tem café ao ar livre e comidinhas feitas na hora, venda de produtos orgânicos, espaço coberto para festas, brinquedos, caixa de areia, área para piquenique, estacionamento, banheiros e, vejam só, entrada franca! Claro, tem até aqueles carrinhos e máquinas de colocar moedas para uma voltinha, mas eu, sempre que posso, passo reto!

 

Durante o verão, também acontece por lá o Maize Maze, um evento que aproveita a época da plantação local de milho para uma atração à parte (esse sim, pago). Tem tobogã, pula-pula, pista de kart e passeio de mini-trator. E no milharal, um labirinto onde as crianças e adultos pegam uma bandeira (para visualizar mais facilmente quem se perde!) e partem na aventura de se perder e se achar entre as plantas. O desafio é encontrar os 8 personagens espalhados e ganhar um carimbo em cada façanha. 

IMG_20170827_085044735

Bolo recheado com dulce de leche uruguayo, côco e cobertura de brigadeiro! – lwg

Depois de 40 minutos de voltas e voltas, bem cansados, uma parada estratégica: ainda faltavam 3 carimbos e muita caminhada. Perguntamos pro aniversariante: -Vamos em frente sem choro/colo ou queres ir pra casa? -Vamos em frente! Resultado: andamos mais de 1 hora, sem choro/colo. De ninguém. E da próxima vez, juro que levo mais garrafinhas de água e as minhas galochas. Lama por todo lado! Difícil manter a elegância no clima fazendinha & kids. Que tal?

Breaking news V: sinal de novos ventos

airplane-744876_1920

                                                                                                                        (pixabay.com)

A Ryanair é uma companhia aérea Irlandesa criada em Dublin em 1984. É pioneira no conceito low-cost, onde se paga o mínimo para simplesmente… voar. Despachar malas, almoço e lanchinho? Pague extra. A Ryanair inovou. E mesmo assim é uma das empresas mais criticadas pelos usuários pela dificuldade de se obter reembolso em casos de atrasos e cancelamentos, severo controle aos 10kg permitidos (e o tamanho) da bagagem de mão, pouco conforto e espaço reduzido entre os assentos.

A Ryanair já teve altos e baixos e se reinventou. Hoje é uma das principais marcas deste segmento. Fato consumado. Até aqui, nenhuma novidade neste texto. Então por que a Ryanair é notícia de última hora? Porque a Ryanair se superou. Positivamente. Os caras tiveram a coragem de mexer num grande abelheiro. Em quase todos os sites e jornais da Europa e Reino Unido desta semana, a novidade: a empresa decidiu levantar a bandeira exigindo mudanças nas regras de consumo de álcool ANTES do embarque nos voos.

O principal argumento é que, dessa forma, os aeroportos poderiam gerenciar e limitar o consumo nos bares e restaurantes, sem deixar apenas para as empresas aéreas lidarem com os problemas causados à bordo por conta dos passageiros alcoolizados (provocações, brigas, insultos, agressões e prisões).

A legislação aérea em vigor permite o consumo de 2 latas e/ou mini-garrafinhas de álcool por passageiro durante o voo. Mas sempre que estou em algum aeroporto por aqui (principalmente na Inglaterra), vejo a galera consumindo pints e pints de cerveja antes do embarque. Encrenca na certa!

O assunto é polêmico e vai longe. Quando retornei de Berlim dia desses, três cidadãos britânicos completamente bêbados foram retirados já na porta de embarque. E eram 10h da manhã. Fiquei com vontade de aplaudir. Mas, como provavelmente eu era a única brasileira no voo Berlim-Manchester, controlei a empolgação e fiquei na minha. Acho que os europeus nem ligam mais, afinal, bêbados em voos por aqui é fato consumado. Pra mim, foi um alívio. Sinal de novos ventos. Na dúvida, beba água. Que tal?

Quem disse?

lwg3

                                                       Bloquinhos meio legoland, não? – lwg

De volta em casa, só queria descansar das férias. Como disse a Kanzan, muita informação, muita emoção. E isso cansa. Mas, quem disse, Berenice? (sorry pelo merchandising gratuito, mas o nome é ótimo!).

lwg1

Na chegada céu azul, sol e até um lindo arco-iris nos recebendo… Mas claro, logo virou areia, já que por aqui, como insisto em dizer (difícil aceitar!), o sol é artigo raro. A chuva também retomou sua rotina, oras!

E a semana começou com supermercado (rancho), pilhas de roupa pra lavar (secar indoor or outdoor, eis a questão!), carro na revisão (disco de freio novo), curso intensivo de verão (inglês e outrosquetais!), agendamentos, encaminhamentos, parquinho, bike, malas para ajeitar e histórias para guardar… ou será o contrário? We never know… aqui é tudo meio espelhado mesmo. Que tal?

* Tentando organizar festa de aniversário de criança na férias de verão… Cadê esse povo? Quem nasceu em janeiro ou fevereiro no Brasil sabe do que estou falando! Afff!

MIF2017 Arte e inovação

Salford02

                                                                                                                           Manchester – lwg

Logo mais à noitinha na Albert Square acontece a abertura do Manchester International Festival 2017. O evento segue até dia 16 de julho e rola em diversos locais da cidade.

Criado em 2007, o MIF é uma das principais referências em arte, contra-cultura e inovação na Europa e Reino Unido. O festival reúne artistas de diferentes nacionalidades e estéticas para, juntamente com a comunidade e público, desenvolver trabalhos de arte focados em vanguarda e diversidade.

Na programação, filmes, dança, música, mostras, instalações, feira gastronômica, espetáculos infantis, teatro, workshops e debates. O MIF acontece a cada 2 anos e já contou com a participação de artistas como Björk, Krafwerk, Rickie Lee Jones, Laurie Anderson e Lou Reed entre outros. Bora lá?

Eid Mubarak

ramadan-2386846_1920

                                                                                                   Eid Mubarak (pixabay.com)

Nos dias 25, 26 e 27 de junho diversas regiões da cidade estarão em festa comemorando o Ramadã, ou seja, o fim do jejum dos muçulmanos. A celebração se chama Eid Mubarak, que em árabe significa Festival abençoado.

Desde o dia 28 de março deste ano, os seguidores do Corão não comem, nem bebem desde o amanhecer até o por-do-sol. E aqui no UK, com dias mais longos, foram cerca de 19 horas de jejum por dia. Não é para qualquer um.

Nos bairros muçulmanos aqui em Manchester, cartazes e faixas preparam o povo para os festejos. Haverá feiras gastronômicas, música, dança e demais atividades ligadas à cultura islâmica. Além de orações, claro. Grandes redes de supermercados vendem diversos produtos com rótulos comemorativos ao evento, escrito em árabe.

Tenho muito que aprender sobre essa cultura. Em Manchester vivem cerca de 80 mil muçulmanos, 15% do total de residentes no UK. E a convivência, assim como com outras tribos minoritárias, é (relativamente) pacífica. Bacana. E apesar da tensão pelos recentes atentados (muçulmano atacando ingleses e inglês atacando mesquita), a tolerância prevalece. Mesmo com medo. Em menor escala, mas ainda presente. Não é para qualquer um.

*O inverno, quer dizer, o verão, começou na última quarta-feira dia 21. E após uma semana de sol e temperaturas (intensas) de 28ºC, hoje teve máxima de 16ºC. Minha pele se confunde!